Avaliação de Desempenho: o que é e como fazer?

0
304

Avaliação de Desempenho? Conhecer bem o funcionamento de sua empresa, assim como quais são as capacidades, habilidades e resultados em cada tarefa realizada por seus colaboradores, é essencial para uma série de decisões e para saber também o quanto seus integrantes estão caminhando de acordo com os objetivos da organização.

Para ser capaz de criar uma métrica sobre cada um desses itens, a gestão de pessoas desenvolveu, já há um longo tempo, Avaliações de Desempenho, que são capazes de produzir informações essenciais para uma série de processos dentro de uma empresa.

Essas avaliações vêm sendo cada vez mais utilizadas, ao passo em que as organizações percebem a importância de conhecerem a si mesmas e suas equipes para serem capazes de evoluir e crescer, além de alcançarem e superarem suas metas.

O que é Avaliação de Desempenho?

As Avaliações de Desempenho são ferramentas utilizadas pela gestão de pessoas, e visam mensurar a qualidade do trabalho feito pelos colaboradores, buscando criar uma métrica que informe o quão bem eles desempenham suas funções, quais suas habilidades e capacidades e se precisam de algum tipo de capacitação, entre tantas outras informações.

Mensurar a qualidade do trabalho feito pelos colaboradores

Existem diversos modelos de Avaliação, que podem ser utilizados de acordo com o objetivo do que precisa ser analisado, tempo investido e necessidade, e eles podem servir para analisar o colaborador tanto de forma individual quanto em grupo.

Entre os diversos modelos de Avaliação de Desempenho, existem aquelas que visam uma análise de liderados versus as suas lideranças, e vice-versa, o trabalho realizado em equipe e até mesmo autoavaliações.

A importância da Avaliação de Desempenho para as empresas

Essas avaliações são importantes não apenas para saber se o colaborador está sendo capaz de exercer suas funções, mas também para ter uma imagem clara de como está sendo o funcionamento dentro da empresa, quais seus pontos negativos e positivos e onde é preciso investir em melhorias ou novas abordagens.

Ela pode servir também para avaliar se determinado colaborador pode ser remanejado para uma nova equipe, promovido ou mesmo se necessita passar por um treinamento ou capacitação.

Com o trabalho diário sendo feito, nem sempre é possível ter uma visão clara de como e com que qualidade cada projeto e tarefa estão sendo realizados, ou mesmo quais as dificuldades e facilidades dos colaboradores em realizar suas atividades, tanto de forma individual quanto em equipe.

ter uma imagem clara de qual está sendo o funcionamento dentro da empresa
Ter uma imagem clara de qual está sendo o funcionamento dentro da empresa

Com as avaliações de desempenho, é possível medir resultados, identificar problemas e até mesmo atuar de forma preventiva, utilizando as análises como uma ferramenta para evitar que crises futuras venham a acontecer.

Além disso, um dos componentes mais importantes ao realizar uma avaliação é o feedback dado ao colaborador após a análise dos resultados, o que é algo essencial para o manter informado sobre seu trabalho, o aconselhar sobre o que pode e precisa ser melhorado e também o motivar a estar sempre em constante amadurecimento como profissional.

A escolha de qual avaliação fazer

Como citado antes, existe uma diversidade ampla de modelos para avaliações de desempenho que podem ser realizados dentro de uma empresa, e saber qual deles é a que mais se encaixa em sua necessidade é o primeiro passo para saber como deverá realizar.

A opção de avaliação 360 graus, por exemplo, é uma escolha bastante utilizada em empresas de grande porte e possibilita uma das análises mais amplas e completas, que podem ser alcançadas através dessa ferramenta.

Ela se caracteriza por ser um processo que envolve todos os colaboradores de uma empresa, incluindo até mesmo clientes e fornecedores. A ideia é solicitar a subordinados, líderes de equipe e companheiros de trabalho, que realizem uma autoavaliação e uma avaliação de desempenho uns dos outros.

Por se tratar de um processo onde todos os integrantes da empresa serão analisados e irão analisar aos outros, em todos os níveis hierárquicos, essa avaliação de desempenho acaba por gerar informações com grande credibilidade, cheia de detalhes e baseadas em uma grande pluralidade de visões e opiniões.

análises mais amplas e completas que podem ser alcançadas
Análises mais amplas e completas que podem ser alcançadas

No entanto, isso também torna sua realização em um processo demorado e complexo, o que faz com que seja preciso uma cuidadosa organização e cuidado na apuração, já que erros podem gerar desmotivação e até mesmo diminuir a qualidade das respostas.

Se a ideia é medir o desempenho de uma equipe ou de setor específicos, existem avaliações como a de 180 graus, que visam permitir uma troca entre subordinados e líderes, que ao avaliarem uns aos outros também permitem uma troca sobre sugestões e apontamentos sobre algo que pode ser aperfeiçoado ou mudado.

Existem ainda outras opções como: a avaliação de desempenho da equipe, autoavaliação de desempenho, escala gráfica, avaliação de desempenho por competências, avaliação por incidentes críticos, entre tantas outras.

Cada uma delas possui suas qualidades e exige uma organização e uso de tempo próprios, podendo se encaixar melhor de acordo com a necessidade e a cultura já existente dentro da empresa. O ideal é escolher aquela que melhor servirá a organização e, então, partir para o próximo passo.

O planejamento como base

Depois de refletir sobre qual é a cultura já existente dentro de sua empresa, qual o objetivo pretendido com a avaliação de desempenho e qual dos modelos existentes melhor se encaixa nos quesitos anteriores, é o momento de começar a planejar como ela será realizada.

Antes de pedir aos colaboradores que realizem uma avaliação, é importante ter um planejamento claro de cada etapa, já que os erros podem causar informações equivocadas, resultados imprecisos e um mal-estar entre os integrantes da organização.

o momento de começar a planejar como ela será realizada
O momento de começar a planejar como ela será realizada

Se o processo for feito por meio de questionários, por exemplo, é preciso pensar com cuidado como serão desenvolvidas as perguntas, seu formato e como as mesmas serão entregues para cada um dos envolvidos.

Após obter as respostas, é preciso saber como será feita a compilação dos resultados, sua análise, compreensão e, por fim, a entrega do feedback a todos os avaliados.

Mesmo após a entrega e troca advindas dos resultados, no caso de ser necessário um desdobramento, como um treinamento para determinada equipe, um curso a determinados colaboradores ou um remanejamento de projetos e profissionais, é necessário que tudo seja realizado com organização, de modo a manter a motivação dos integrantes da empresa.

O que fazer com os resultados da Avaliação de Desempenho?

O objetivo de realizar uma avaliação de desempenho é ter acesso a informações detalhadas e que sejam úteis para a melhoria dos processos existentes dentro das empresas, assim como uma evolução das capacidades e resultados de cada colaborador avaliado.

Através dos resultados obtidos, torna-se possível, por exemplo, criar um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI), que será implantado para que o profissional e seu superior consigam mapear pontos que podem ser melhorados ou desenvolvidos, trabalhar para que isso aconteça por meio de capacitações, caso necessário, e realizar novas avaliações para medir a evolução.

quais serão suas decisões acerca de determinadas situações
Quais serão suas decisões acerca de determinadas situações

Caso a empresa tenha interesse em desenvolver um novo projeto, mas ainda não sabe se sua equipe possui as habilidades necessárias para tal, uma avaliação de desempenho pode ser a forma de decidir se é preciso dar a elas um curso específico ou não.

Os resultados podem ditar quais serão suas decisões acerca de determinadas situações, quais pontos da empresa exigem maior atenção e quais delas estão caminhando como o esperado. Assim, é possível saber se a organização está caminhando de acordo com seus objetivos.

Uma avaliação de desempenho não deve nunca ser feita de forma a não gerar qualquer consequência, já que as informações geradas, sejam positivas ou negativas, sempre podem ser aplicadas de forma a causar uma melhoria dentro da organização.

A importância do feedback

Uma das formas de garantir que os resultados obtidos da avaliação de desempenho gerem alguma mudança é levar ao avaliado um feedback do que foi alcançado ao realizar uma métrica do seu trabalho.

Isso serve não apenas para informar sobre os resultados, mas também para auxiliar a melhorar tudo aquilo que precisa ser aprimorado e para conscientizar sobre os pontos fortes dos envolvidos,  motivando o funcionário a continuar a desempenhar suas funções da melhor maneira.

avaliação de desempenho gera várias mudanças
Avaliação de desempenho gera várias mudanças

Além disso, ser analisado e não receber qualquer resposta sobre o que foi visto em si pode gerar insegurança, descontentamento e até mesmo causar uma queda no rendimento dos seus colaboradores.

Desenvolver um ambiente em que exista uma troca franca, baseado em respeito e uma análise imparcial sobre o desempenho – especialmente se isso for feito não apenas de líderes a liderados, mas também o inverso -, gera um ambiente mais confortável, que permite uma troca de ideias e sugestões e, consequentemente, melhora no desempenho de todo o ecossistema corporativo.

O diálogo como ponto de maior importância

Ao identificar que um colaborador possui dificuldades em determinadas tarefas, ou ainda não possui as habilidades necessárias para algo específico, a primeira ação não deve ser o seu desligamento da empresa, mas sim o direcionamento e o auxílio para que o mesmo possa conquistar a capacidade para tal.

A entrada e saída constante de funcionários não é apenas algo caro as empresas, mas também uma ação que causa um mal-estar e dificuldade de maximizar as atividades diárias de todo um setor, que precisa se adaptar a novos integrantes de forma contínua.

O ideal é que a organização consiga desenvolver bons profissionais e os reter por longos períodos. Por isso, investir em seus colaboradores, novas capacitações e um ambiente onde se sintam confortáveis para serem falhos, mas se sintam impelidos a estar sempre em constante melhora, é algo que irá trazer maiores benefícios a curto, médio e longo prazo.

Existe um momento certo para realizar uma AD?

Existem situações onde será preciso alcançar informações específicas, seja sobre um setor, projeto ou então de determinados colaboradores, mas em geral é aconselhável que uma avaliação de desempenho seja feita sempre em um intervalo de tempo pré-determinado.

A empresa pode desenvolver uma avaliação mais rápida e geral que pode acontecer mensalmente, para se manter consciente sobre suas funções todo o tempo, e então desenvolver versões mais amplas e aprofundadas para acontecer a cada seis meses ou uma vez ao ano.

avaliação de desempenho seja feita sempre em um intervalo de tempo pré determinado
Avaliação de desempenho seja feita sempre em um intervalo de tempo pré determinado

Existem ainda algumas versões, como a avaliação por incidentes críticos, que obrigatoriamente precisam acontecer em um intervalo longo de tempo, permitindo uma visão clara de uma situação específica.

Em geral, não existe um único momento considerado certo para realizar uma avaliação de desempenho, mas é importante que ela seja colocada em prática de maneira constante, para que assim a empresa consiga tirar o melhor desse processo.

Landing Strategybox
Artigo anteriorO que é departamento pessoal e qual sua importância?
Próximo artigoComo incentivar o treinamento e a capacitação de funcionários?
Luciana Andre
Luciana André atua há 25 anos como executiva de empresas. Formada em Administração, possui pós-graduação em Finanças e MBA em Varejo e Mercado de Consumo pela USP. Profissional com experiência no Brasil e no exterior, atuou por 19 anos como executiva da multinacional de varejo C&A em áreas como Compras, Produtos, Planejamento e Projetos. Na área de Projetos, foi uma das líderes da equipe que comandou a implantação do ERP Oracle no Brasil e no México. Com grande habilidade estratégica e negocial, Luciana se juntou ao time da StrategyBox com o desafio de estruturar os sistemas de controle e vendas da empresa e dirigir a área Comercial. Sua capacidade em gerar resultados consistentes vem contribuindo muito para o crescimento da StrategyBox e sua liderança no mercado de premiação, incentivo e reconhecimento.