O que é uma campanha de incentivo?

0
104
O que é uma campanha de incentivo?
O que é uma campanha de incentivo?

Se você é um gestor ou está a frente de uma empresa, sabe muito bem que colaboradores motivados, felizes e reconhecidos costumam ter um desempenho muito satisfatório. No entanto, não é difícil ver colaboradores desanimados, equipes de vendas com desempenho insatisfatório e produtividade baixa.

Em casos como este, pressionar o seu time, acaba sendo uma solução paliativa, e raramente bem-sucedida, então o que fazer para reverter esse quadro? A resposta pode ser a implementação de campanhas de incentivo.

Neste post a equipe da StrategyBox, vai te explicar o que é uma campanha de incentivo, por que criar uma, mostrar-lhe alguns exemplos de sucesso e explicar como criar iniciativas bem-sucedidas, dentro da sua empresa.

O que é uma campanha de incentivo?

Campanhas de incentivo são estratégias propostas pelo marketing de incentivo, com o objetivo de motivar colaboradores, aumentar a produtividade e alavancar as vendas.

De modo geral, a ideia é engajar sua equipe, maximizar os lucros e dar reconhecimento aos colaboradores com os melhores desempenhos, algo que fazemos com muita experiência aqui na StrategyBox.

Essa vertente do marketing de incentivo é amplamente difundida, sendo uma técnica de gestão muito eficiente. As campanhas de incentivo estão presentes nas maiores empresas do mundo, e é quase uma rotina entre times de vendas bem-sucedidos.

campanhas de incentivo estão presentes nas maiores empresas do mundo
Campanha de incentivo: motivação, engajamento, premiação

Esse modelo de incentivo visa trabalhar com o sistema de recompensa do cérebro humano, que em resumo, é o sistema relacionado à sensação de prazer ou satisfação. Que neste caso, podem ser premiações como cartões pré-pagos, vale presentes, passeios, reconhecimento público ou qualquer outro tipo de bonificação pelo bom desempenho do colaborador.

As campanhas de incentivo, funcionam como ferramentas corporativas, visando extrair o melhor desempenho dos colaboradores de uma empresa. Essas ferramentas atuam diretamente na cultura, política e metodologia de atuação de uma organização.

Por que criar campanhas de incentivo para seus colaboradores?

O crescimento e perenidade de um organização, está intrinsecamente ligado ao bom desempenho de seus colaboradores e na capacidade de atingir as metas estipuladas por seus gestores.

Para realizar trabalhos com qualidade, produtividade e obter êxito nas metas estipuladas, é preciso ter uma equipe motivada, engajada e que se sinta bem no ambiente de trabalho.

Em uma pesquisa realizada pelo grupo RIGHT MANAGEMENT, com cerca de 30mil pessoas de 15 países diferentes e 10mil delas residentes no Brasil, constatou-se que profissionais motivados são 50% mais produtivos.

Quando falamos de campanhas de incentivo, o setor que mais recebe atenção é o de vendas, mas os setores de uma empresa são como engrenagens, se uma estiver desalinhada todos os setores vão sentir o efeito.

Contextualizando este cenário, as campanhas de incentivo têm o papel de engajar e alinhar colaboradores com os objetivos da organização e criar um ambiente de trabalho agradável entre todos os setores.

Essas campanhas têm destaque nos seguintes aspectos:

  • Construir um sentimento de pertencimento na organização;
  • Transformar as metas em desafios de equipe;
  • Aprimorar ou despertar o espírito de equipe;
  • Aproximar equipes comerciais e técnicas com as metas da empresa;
  • Despertar o comprometimento dos membros da sua equipe;
  • Desenvolver pensamentos analíticos e capacidade de superar desafios cotidianos com criatividade;
  • Autoconfiança nas tarefas do dia a dia;
  • Romper paradigmas corporativos e de autossabotagens.

O pagamento de comissões para a equipe de vendas é de certa forma comum e ainda muito valorizado, sendo possível encontrar formas para que isso se transforme em um modelo de incentivo. Na medida em que sua equipe tem bons desempenhos, isso poderá surtir resultados reais e diretos em todas as esferas de uma organização.

Exemplos de campanhas de incentivo bem-sucedidas

As campanhas de incentivo, podem ser implementadas em empresas de qualquer tamanho, basta um pouco de criatividade e objetivos bem definidos. Abaixo nós separamos para você, três exemplos de campanhas de incentivo bem-sucedidas e de fácil aplicação.

Vale destacar que para todos os tipos de campanha, o mecanismo de premiação da StrategyBox mostra-se muito eficiente: Temos soluções para todo tipo de necessidade e objetivo.

1-  Eu mereço um upgrade – Magazine Luiza

O nosso primeiro exemplo de campanha de incentivo de sucesso, é da Magazine Luiza, com a campanha “Eu Mereço um Upgrade“. Realizada em 2017, teve como objetivo alavancar as vendas de produtos de tecnologia.

Exemplo de campanha de incentivo da Magazine Luíza.
Exemplo de campanha de incentivo da Magazine Luíza

A estratégia para alcançar as metas foi: oferecer bolsas de estudos em cursos de inglês, para vendedores de produtos de tecnologia, que exigem conhecimento em inglês para anunciar nomes e atributos do produto.

Para ampliar as vendas, todos os clientes que realizaram compras de produtos de informática, acima de R$ 500,00 concorriam a um intercâmbio em Toronto ou Londres, com as acomodações pagas. E como já era de se esperar, as vendas aumentaram expressivamente durante a campanha.

2- Acolher é vital – Clínica Fares

A campanha Acolher é Vital teve como objetivo, homenagear colaboradores do Corpo Clínico (Médicos, Fisioterapeutas, Psicólogos, Nutricionista, etc.), de modo que mais de 200 profissionais da rede foram presenteados com experiências.

A campanha de premiação contou com Kits Físicos personalizados com o logotipo da campanha, que foram entregues nas mãos dos profissionais reconhecidos. Os presentes deram acesso a um ambiente virtual exclusivo, celebrando também do Dia do Médico.

Entre os presentes os mais legais foram os vales presentes, cursos e passeios exclusivos.

3- Taça Gol de Placa – Ninho Soleil

Taça Gol de Placa – Ninho Soleil
Taça Gol de Placa – Ninho Soleil

As premiações foram dadas por meio de cartões pré-pagos, com crédito para ser usado da forma que o colaborador desejar, os cartões foram customizados com o logo da campanha.

E para engajar os colaboradores, a divulgação foi feita através de uma apresentação em PDF e envio de e-mails.

Como criar campanhas de incentivo de sucesso

Agora que você já sabe o que é uma campanha de incentivo, chegou a hora de arregaçar as mangas e começar a aplicar esta estratégia no seu negócio.

Cartões de Premiação em Pronta Entrega

Mas antes de tudo, é preciso compreender o seu público, saber o que o instiga, o que gera motivação e, então, definir a categoria de premiação.

Confira algumas dicas de como ter sucesso na sua campanha de incentivo:

1. Tenha objetivos bem definidos

Alinhar os objetivos da empresa para com a campanha é fundamental, sejam eles alavancar as vendas de um produto específico ou serviço ou até mesmo maximizar o comprometimento e empatia entre os setores da empresa.

Saber quais as expectativas de retorno para médio e longo prazo e como essa campanha pode melhorar o desempenho e reputação da empresa no futuro também pode facilitar a mensuração.

2. Conheça o perfil dos seus colaboradores

A melhor qualidade de um gestor é conhecer o perfil de cada membro da sua equipe. Saber o que motiva e deixa o colaborador feliz no ambiente de trabalho é primordial para criar campanhas de incentivo assertivas.

Quando se decide fazer uma campanha, o primeiro pensamento são as premiações financeiras – e hoje, com os cartões de premiação, o colaborador pode realizar todo tipo de sonho. Apesar desta ser a solução mais buscada e atraente, pense também no desenvolvimento de seus colaboradores.

3.  Defina metas coletivas

Independente se a sua estratégia é dar premiações aos melhores vendedores, definir premiações pelo trabalho em equipe costuma ser extremamente benéfico. Uma vez com o esforço em grupo, as metas se tornam extremamente mais fáceis de se alcançar.

Mas isso não quer dizer que você deve retirar as premiações individuais. Com ela, o colaborador terá objetivos pessoais para se empenhar, sem criar situações acirradas com seus companheiros de trabalho.

4. Gamifique a campanha de incentivo

Nós, seres humanos, somos competitivos por natureza e nada é mais gostoso que uma competição saudável. Criar um sistema de pontos, quem sabe um placar, pode ser uma ótima motivação.

Definir prêmios de acordo com a pontuação e celebrar as premiações em grupo certamente vai ampliar os esforços entre as equipes e colaboradores.

5. Defina metas realistas

Talvez esta seja uma das dicas mais importantes: a definição de metas realistas vai evitar frustrações aos gestores e, principalmente, aos colaboradores. É importante sempre extrair o melhor das campanhas de incentivo, mas estabelecer objetivos muito difíceis ou impossíveis pode ter um efeito contrário.

Um colaborador desmotivado, vendo-se frente a uma decepção muito grande, ou se sentindo muito pressionado, pode acabar “piorando” ou se sentindo incapaz.

Conclusão

As campanhas de incentivo têm um papel muito benéfico em uma organização, sendo necessária uma reconstrução de paradigmas e um olhar mais humanizado com os colaboradores.

Uma vez definida a campanha, é preciso avaliar as possibilidades da empresa, fazer testes e, sempre que possível, contar com uma empresa especializada para evitar erros.

Landing Strategybox
Artigo anterior50 perguntas para fazer em entrevista de emprego
Próximo artigo10 ideias de prêmios para Campanha de Incentivo
Ana Famá
Ana Famá é empresária e CEO, que atua e dirige uma das empresas mais bem-sucedidas de Incentivos, Reconhecimento e Programas de Fidelização no Brasil - a StrategyBox. Atuando na área há mais de 20 anos, já desenvolveu programas e campanhas para todos os segmentos e tamanho de organizações. Ana se formou em Administração de Empresas pela Fundação Armando Alvares Penteado (São Paulo, Brasil), com especialização na Eastern Illinois University (Charleston, IL). Em 2004, conquistou seu Mestrado em Administração de Empresas pela USP - Universidade de São Paulo, e é também conselheira formada pela FDC.