O que é avaliação de desempenho de 90 graus?

0
185

A avaliação de desempenho de 90 graus, também conhecida como avaliação direta, é uma ferramenta já bem conhecida por muitas empresas, que a utilizam para ter uma visão mais clara do funcionamento e da qualidade do trabalho exercido por seus colaboradores.

Ela é, assim como muitos outros métodos de avaliação, uma ferramenta importante para que os gestores de uma empresa consigam ter uma visão mais clara da sua organização, assim como da qualidade do trabalho de cada um dos seus colaboradores.

Além disso, esse também é um procedimento imprescindível para desenvolver estratégias para o futuro, identificar problemas e criar métodos de lidar com incidentes críticos.

Qual o objetivo de uma avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho pode ser resumida como uma ferramenta capaz de mensurar a qualidade do trabalho feito pelos colaboradores de uma empresa, através de critérios que são estipulados de acordo com o que os avaliadores julgam essencial para aquela função.

Existem uma série de modelos que acabaram sendo desenvolvidas com o tempo, em busca de se adaptar com as necessidades de cada situação e também empresa, especialmente levando em consideração aquelas que são de grande e pequeno porte.

Critérios que são estipulados de acordo com o que os avaliadores julgam.
Critérios que são estipulados de acordo com o que os avaliadores julgam

Ter consciência sobre o trabalho exercido dentro do ambiente de trabalho, assim como o feedback que é sistematicamente entregue sobre ele, faz com que seja possível que cada funcionário esteja sempre em evolução.

Isso trás benefícios não apenas a ele, como um profissional individual, mas também dentro do convívio e comunicação em um trabalho em grupo e no crescimento da própria empresa, que desenvolve profissionais capazes de estarem afinados aos objetivos da organização.

Como funciona a avaliação de 90 graus?

A avaliação de desempenho de 90 graus é considerada como uma das mais simples e diretas entre os modelos que existem no meio corporativo, mas ainda assim uma das melhores e mais usadas pelas empresas.

Avaliar o desempenho daqueles que estão em cargos mais baixos.
Avaliar o desempenho daqueles que estão em cargos mais baixos

Nela os líderes de cada equipe irão avaliar seus subordinados, de acordo com uma série de critérios que vão receber um valor que pode variar de zero a cinco ou zero a dez.

A avaliação 90 graus é considerada como uma das melhores ferramentas para medir e avaliar o desempenho daqueles que estão em cargos mais baixos, já que estão em contato direto com a chefia e por isso é mais provável que o líder consiga ter uma visão clara de suas tarefas.

Qual o objetivo dessa avaliação de desempenho?

Como dito antes, uma avaliação de desempenho é uma ferramenta essencial para mensurar a qualidade do trabalho exercido pelos colaboradores, o que ajuda a identificar se eles estão aptos as suas funções e se estão colaborando com o objetivo da empresa.

Mas, além disso, essa também é uma ferramenta que permite aos líderes identificarem problemas e criarem uma base que fortaleça seus subordinados, os auxiliando a melhorar suas habilidades e desenvolver aquelas necessárias para a organização.

Os líderes auxiliando seus colaboradores para melhor desempenho.
Os líderes auxiliando seus colaboradores para melhor desempenho

Em meio a isso essa se torna uma boa forma de descobrir aqueles que possuem uma capacidade superior a esperada, capazes até mesmo de serem candidatos a promoções ou projetos mais desafiadores.

Através do feedback dado aos funcionários após cada avaliação a empresa consegue criar um ambiente onde ele se sinta mais satisfeito com o sistema criado ali, além de mais motivado a melhorar a si mesmo como profissional e investir em seu amadurecimento dentro da organização.

O que é preciso para realizar uma avaliação 90 graus?

Antes de realizar a avaliação é importante ter em mente quais serão os critérios avaliados, desde questões mais gerais como pontualidade, trabalho em grupo, liderança, autonomia, responsabilidade e itens nesse sentido; até questões mais específicas, de acordo com determinadas funções e habilidades.

Isso é importante para se alcançar um resultado claro sobre a qualidade do desempenho de cada subordinado, e deve ser decidido pelo superior em conjunto com os Recursos Humanos de forma a ter uma visão clara de qual é a identidade da empresa e quais são as qualidades essenciais aos seus funcionários.

Trabalho em grupo dentro da empresa.
Trabalho em grupo dentro da empresa

Além disso, é preciso também que os próprios líderes de equipe estejam bem preparados para realizar as avaliações, usando de uma posição profissional onde relações pessoais, sejam amigáveis ou de conflitos, não afetem seu julgamento.

Esse é um ponto de vital importância, já que a avaliação 90 graus gira em torno do entendimento que o gestor fará do trabalho exercido por cada um, o que dita os resultados.

Exatamente por isso cada empresa deve ter a preocupação de preparar seus líderes para serem capazes de conduzir avaliações de desempenho da melhor forma, os conscientizar da importância desses procedimentos e os treinar para entregar o feedback aos subordinados.

Pontualidade é importante.
Pontualidade é importante

A entrega dos resultados é um ponto sensível, que feito da forma errada pode acarretar na desmotivação do funcionário e até mesmo em conflitos, mas quando bem feita potencializa a evolução de colaboradores e da empresa como um todo.

Por isso é necessário que tanto liderados quanto líderes estejam abertos ao diálogo e sejam capazes de terem uma troca de ideias respeitosa e clara, sempre visando a melhora mútua no ambiente de trabalho.

Quais as principais qualidades dessa avaliação?

A maior qualidade da avaliação 90 graus está na sua precisão, já que é feita por uma pessoa que está em contato direto com os colaboradores e, por isso, é capaz de ter uma visão clara sobre suas capacidades e desempenho diários.

Convivendo de maneira direta com os liderados.
Convivendo de maneira direta com os liderados

Por estar na posição de líder, mas convivendo de maneira direta com os liderados, ele é capaz de conhecer cada um deles e identificar com maior eficiência os pontos fortes e fracos que demonstram ter nos projetos desenvolvidos.

Quando realizar a avaliação 90 graus?

O ideal é que essa avaliação de desempenho seja realizada ao menos uma vez ao ano, usando essa oportunidade para avaliar o trabalho feito nos últimos 12 meses, de preferência usando de relatórios já pré-arquivados sobre incidentes e informações relevantes obtidas nesse tempo.

Com isso, identificando os pontos fortes e fracos do colaborador no último ano e discutindo estratégias de como melhorar seu desempenho, líder e liderado podem criar um plano de objetivos a serem alcançados nos próximos 12 meses.

É feita essa avaliação uma vez no ano.
É feita essa avaliação uma vez no ano

Assim, no próximo ano, além do trabalho em si eles também irão debater sobre quais pontos foram alcançados, quais não e qual foi a melhora do profissional nesse tempo.

No entanto, esse tempo de um ano não é algo que deve ser levado como regra, e a periodicidade pode variar de acordo com a identidade da empresa ou necessidades das equipes que estão sendo avaliadas.

Algumas podem, por exemplo, realizar essa avaliação de desempenho a cada projeto feito, criando assim um relatório de como foi o trabalho feito por cada integrante durante ele.

Existem desvantagens?

Apesar de ser um método bem utilizado dentro das empresas, popular por sua precisão e simplicidade ao ser colocada em prática, esse não é um método livre de pontos negativos.

O maior deles é proveniente de sua maior qualidade, a proximidade entre líder e liderados, já que isso pode fazer com que eles acabem tendo uma relação pessoal capaz de distorcer o julgamento daquele que irá avaliar as capacidades do outro.

Avaliação e desempenho do líder e dos liderados.
Avaliação e desempenho do líder e dos liderados

Isso se torna mais grave em um local onde já exista um histórico de conflitos entre os subordinados e seu líder, o que trás uma relação interpessoal desgastada.

Por isso, ao usar dessa avaliação é importante que a empresa tenha certeza sobre essas possíveis circunstâncias e, no caso delas existirem, deve-se procurar outros meios de realizar a avaliação de desempenho.

Landing Strategybox
Artigo anterior8 tipos de avaliação de desempenho para usar na sua empresa
Próximo artigoO que é avaliação de desempenho de 360 graus?
Sergio Mizusaka
Sergio Mizusaka é co-fundador da StrategyBox e COO da empresa. É formado em Administração de Empresas, com MBA em Gestão de Negócios, Inovação e Empreendedorismo pela USP e possui certificação de Coach em PNL pela The Society of NLP. Com um histórico diferenciado e mais de 20 anos de experiência executiva na prestação de serviços, Sergio possui excelentes habilidades operacionais e de desenvolvimento de produtos, sempre focado nas necessidades dos clientes e na otimização das operações para melhoria da qualidade do serviço. Sua visão de negócio e grande capacidade de engajamento das equipes que lidera vem contribuindo muito para o crescimento da StrategyBox e sua liderança no mercado de premiação, incentivo e reconhecimento.